Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
14 Agosto 2018
Primeiro debate na TV acontece nesta sexta-feira

O SBT SC será a primeira emissora do Estado a realizar um debate com os candidatos ao governo.

Será na próxima sexta-feira (17), às 11h45, em seus estúdios, em Florianópolis. Cláudio Prisco Paraíso, comentarista de política do SBT Santa Catarina, vai mediar o debate, que será exibido para todo o Estado.

Ao todo, seis candidatos irão participar do debate realizado pelo SBT Santa Catarina:

Carlos Moises da Silva (PSL);

Décio Lima (PT);

Gelson Merísio (PSD);

Jessé Pereira (Patriota);

Leonel Camasão (PSOL) e

Mauro Mariani (MDB).

A escolha dos candidatos está em acordo com a legislação eleitoral e incluiu todos os candidatos de partidos com representação de ao menos cinco parlamentares na Câmara dos Deputados. O debate terá a duração de 1h45min e será dividido em quatro blocos, sendo compostos por perguntas entre os candidatos, além de perguntas formuladas pela produção do SBT Santa Catarina e por representantes da sociedade civil. As regras foram definidas e aprovadas previamente com as equipes de cada partido.

14 Agosto 2018
Deputado se sensibiliza com a situação dos produtores de maçã de São Joaquim

 

  “Se prosseguirem essas dificuldades, sem algumas correções necessárias e inadiáveis, levarão a sua principal atividade econômica ao irremediável colapso, em função da estrutura, hoje consolidada, da produção e comercialização das melhores maçãs produzidas em nosso País”, alertou o deputado estadual Rodrigo Minotto, com relação aos produtores de maçã, apos ele visitar alguns pomares em São Joaquim.

              Segundo ele, há cerca de 2.250 pequenos e médios produtores de maça, e o setor assegura pleno emprego aos trabalhadores locais e ainda utiliza mão de obra sazonal de várias partes do País, principalmente, do Nordeste.

              “Ao longo do tempo, formou-se um inflexível sistema de produção e comercialização da maçã extremamente perverso, em que poucas grandes e médias empresas escravizam, essa é a palavra, mais de dois milhares de pequenos produtores de maçã. A situação configura-se, após a última safra, tão dramática que há produtores sem condições de dar continuidade às suas atividades e outros não poderão, sequer, manter seus pomares aptos à obtenção de frutos de qualidade comercial”, afirmou.

14 Agosto 2018
Prefeito diz que são três, mas são seis as secretarias no Cerrito

O prefeito de São José do Cerrito, Arno Marian (PSD) foi à Rádio Clube e insistiu em informar que em sua administração há apenas três secretários. Contudo, o portal transparência desmente-o.

Na realidade são seis secretários e mais o procurador do Município. Um prefeito não pode negar a verdade ou escondê-la, porque a transparência é um requisito da administração pública hoje.

Aqui está a relação das pastas, o nome dos titulares e os vencimentos de cada um:

IMG_20180814_WA0088.jpg

14 Agosto 2018
Prefeitos querem calar repórter e, consequentemente, controlar o trabalho jornalístico

Ofício assinado por nove dos 18 prefeitos da região Serrana foi enviado ao Sistema Catarinemnse de Comunicação queixando-se do Repórter Daniel Goulart e pedindo à direção da Rádio Clube de Lages o seu dersligamento da empresa.

Causa espécie que um prefeito tome tal atitude.

Obviamente que só agem desta forma porque querem calar a imprensa.  Nenhum jornalista pode ficar calado diante de uma situação desta. Tanto que deixo aqui meu protesto e solicito que tais prefeitos revejam esta posição e peçam desculpas.

A atitude tomada é de tentativa de intimidação. A moção de indignação dos prefeitos surgiu depois que um deles - Arno Marian, de São José do Cerrito - se queixou a respeito de uma matéria levada ao ar pelo repórter. 

 

A emissora divulgou hoje um editorial a respeito:

 

RÁDIO CLUBE DE LAGES
A preocupação com a verdade é uma constante no Sistema Catarinense de Comunicações - SCC. Com quase 71 anos de tradição, a Rádio Clube de Lages tem orgulho da história que construiu. 

Nosso papel é, e sempre será, a busca pela verdade acima de qualquer coisa. É dever de nossos profissionais a prática de um trabalho pautado em princípios éticos e morais. É ainda nossa obrigação cobrar e fiscalizar do poder público, em qualquer uma de suas esferas, transparência, seriedade, responsabilidade e honestidade. 

Dentre nossos princípios estão:
1. O cumprimento das leis e da constituição brasileira;
2. Respeito e consideração pela moral e bons costumes do país;
3. Informar sem difamar, interferir ou manipular;

Em momento algum levamos ao ar aquilo que não foi devidamente investigado, apurado e confirmado por nossos profissionais. Temos uma equipe competente, preparada e preocupada com o conteúdo abordado em nossa programação, levando isso de forma isenta e imparcial. Preservamos a identidade de nossas fontes, que é um direito garantido por lei. 

A Lei de Imprensa, nos seu artigo 7º dispõe que é assegurado e respeitado o sigilo quanto às fontes ou origem de informações recebidas ou recolhidas por jornalistas, rádio repórteres ou comentaristas, os quais não poderão ser compelidos ou coagidos a indicar o nome de seu informante ou a fonte de suas informações, não podendo seu silêncio, a respeito, sofrer qualquer sanção, direta ou indireta, nem qualquer espécie de penalidade.

Essa proteção jornalística também é garantida pela Constituição Federal de 1988 ao estabelecer que é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional (artigo 5º, inciso XIV).

Nada vai calar nossos microfones! Moção nenhuma e protesto algum farão com que interrompamos as nossas atividades em busca da verdade pelo interesse público e pelo bem comum. Ao contrário, isso nos faz acreditar que estamos no caminho certo e nos motiva diariamente a exercer nosso trabalho. A Rádio Clube de Lages vai sim continuar investigando, apurando denúncias e trazendo à tona as tantas irregularidades e injustiças corriqueiras na rotina de um município. É isso que reflete na credibilidade adquirida ao longo dos nossos mais de 70 anos de história. 

Em momento algum fechamos nossos microfones, nunca barramos a presença de autoridades, pesquisadores, especialistas, presidentes de Associação de Moradores e/ou da comunidade nas ondas da Rádio Clube de Lages. Insistimos que aquilo que é para o bem comum, é e sempre será nossa prioridade. Não fazemos reportagens e investigações no intuito de prejudicar alguém, muito menos buscamos publicidade e/ou audiência com o trabalho dos nossos profissionais. 

Respeitamos sempre os princípios básicos do jornalismo - ouvir os dois lados da mesma história - levar isso com a maior imparcialidade possível e permitir que o cidadão, o ouvinte, tire suas próprias conclusões. Sabemos que com isso estamos contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa, ética e igualitária. 

Praticamos a ambidestria. Com uma mão ajudamos, servimos a nossa comunidade. Com a outra mão e com a mesma destreza fiscalizamos com rigor para que os agentes públicos apliquem os recursos com honestidade, legalidade e transparência. 

Aos que tentam calar ou intimidar a imprensa por cartas, ligações, coletivas, ou reuniões, que não façam nada de errado, pois estaremos ainda mais vigilantes em prol da comunidade Serrana. A Rádio Clube seguirá sempre de porta e microfone abertos dando voz pra quem muitas vezes não tem voz. 

Sistema Catarinense de Comunicações – SCC 
Rádio Clube de Lages
 
 

 

 
Última atualização em Terça, 14 de Agosto de 2018 20:18
14 Agosto 2018
O serrano não precisa mais votar em serrano?

IMG_20180814_WA0059.jpg

Enquanto outras cidades estão adotando a campanha, nos aqui da Serra abandonamos....

O Fórum das Entidades deveria dar continuidade à campanha

14 Agosto 2018
CDL quer tomar para si a exploração do estacionamento nas vias públicas (Área Azul)

unnamed_5.jpg

O presidente da CDL, Marcos Gentil Tortelli Filho, esteve reunido com o prefeito Ceron para apresentar propostas de gestão e operação do estacionamento rotativo (Área Azul).

O consultor da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, Makário Luiz Orozimbo, explica que essa possibilidade está dentro dos parâmetros legais, pois pode ser viabilizada por meio da Lei nº 13.019/2014, que dispõe sobre parcerias entre a administração pública e as organizações da sociedade civil (Redação dada pela Lei n° 13.204/2015).

“No Estado de Santa Catarina, cidades como Gaspar, Brusque e Blumenau estão em fase de implantação desse modelo de negócio – gestão, operação e fiscalização. Compreendemos que essa é uma oportunidade de estabelecer novas relações entre o poder público, lojistas e consumidores. Visto a necessidade do Município, pretendemos apresentar uma solução legal, ágil e moderna”, comenta Makário.

O prefeito Antonio Ceron gostou da ideia da CDL, e nas próximas semanas, um novo encontro deverá ser realizado para tratar do assunto.

Parece estranho que com a Samt não foi possível viabilizar que continuasse a explorar a Àrea Azul, cuja renda revertia para uma ação social. Agora é possível permitir que a CDL faça isso?

Foto: Greik Pacheco

14 Agosto 2018
Jair quer saber em quantas andam o processo administrativo relativo ao contrato com a sogra do vice

IMG_20180813_WA0032.jpg

O vereador Jair júnior está fazendo pedido de informação a respeito do processo administrativo que o prefeito disse ter aberto para apurar o contrato da prefeitura com a empresa Conexão Automotiva, da sogra do vice-prefeito Juliano Polese.

14 Agosto 2018
Coligação "SC quer Mais" prega a expansão da parceria com hospitais
O compromisso do candidato ao governo do MDB/SC, Mauro Mariani, em manter e expandir a parceria com os hospitais filantrópicos de Santa Catarina, foi reafirmado pelo senador Dário Berger, na manhã desta segunda-feira, 13, na Capital. A declaração foi dada em evento promovido por entidades do setor, no qual apresentaram as suas reivindicações para os  próximos 4 anos. 
 
“O deputado Mauro Mariani, candidato homologado pelo MDB ao governo, assim como eu, tem um grande respeito pelas entidades filantrópicas. Sabemos da importância, dos resultados que eles produzem e das dificuldades pelas quais eles passam. Temos os dados aqui, de que eles recebem cerca de 30% das verbas e atendem 70% dos pacientes via SUS”, disse o senador, que representou o MDB no encontro.
 
unnamed_4.jpg
 
Candidatos ao Senado pela coligação Santa Catarina Quer Mais, o deputado federal Jorginho Mello e o senador Paulo Bauer também compareceram ao encontro. Ambos agradeceram pela cartilha entregue pelas entidades filantrópicas e se colocaram à disposição na busca por mais recursos em Brasília. 
Última atualização em Terça, 14 de Agosto de 2018 18:42
14 Agosto 2018
Esperidião Amin também é alvo do Ministério Público

O Ministério Público deve investigar possíveis irregularidades na contratação de empresas de aluguel de carros pelo deputado federal catarinense Esperidião Amin. O político é suspeito de alugar um automóvel de empresas com endereços falsos e o veículo não seria de uma locadora e sim do filho do motorista dele, conforme mostrou reportagem do RBS Notícias  desta quarta-feira (18).

d538eba799884062fb756e7a82d82b53.jpg

Dois endereços onde deveriam funcionar empresas de aluguel de automóveis só existem no papel e foram usadas pelo gabinete do deputado federal Esperidião Amin para aluguel de um carro. Conforme notas exibidas na reportagem, pelo serviço, as empresas teriam recebido R$ 73.500 entre fevereiro de 2011 e dezembro de 2012.

Os dados constam na prestação de contas do parlamentar, cujo acesso é público. Os documentos têm números sequenciais. Com o valor mensal de R$ 3.500, trazem a descrição do veículo alugado um Azera, placas JIG 5311.

14 Agosto 2018
Cemitério da Penha recebe até 70 sepultamentos por mês

unnamed_3.jpg

O prefeito Antonio Ceron determinou ao secretário de Planejamento e Obras, Claiton Bortoluzzi, os projetos de construção de capelas mortuárias para uso público da comunidade, junto ao cemitério da Penha. 

Ceron igualmente aprovou elaboração de projeto de construção de um novo gavetário municipal, com capacidade para até 70 sepultamentos. “Hoje, neste cemitério, sepulta-se em média 60 corpos mensalmente”, fala o secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, pasta esta responsável pela administração dos cemitérios públicos municipais.

“A ideia é construirmos conjunto de três capelas dotado de uma sala e banheiros para uso comum”, disse o prefeito Ceron. Com isso, a Prefeitura estará executando obra muito reivindicada pelos moradores dos bairros situados nas áreas de entorno daquele cemitério municipal.

“Isto não impedirá, por exemplo, a utilização de capela para velar uma pessoa que resida em bairro mais distante. A necessidade, por parte da comunidade, é que definirá a forma de utilização desta projetada infraestrutura”, afirma o prefeito.

Foto: Marcelo Pakinha

Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim