Olivete Salmória
olivetes@ig.com.br


Parceiros

 

Kids.jpg

 

    CL_.jpg

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

Arquivo

 
27 Março 2015
Parceria agiliza obtenção dos registros

 

Paternidade.jpg

O Instituto Paternidade Responsável intensificou os registros de nascimento desde dezembro de 2014. Cerca de 300 casos e os casos novos estão sendo encaminhados à solução e já começam a chegar os primeiros registros feitos em audiência, graças a parceria entre Paternidade e Vara da Família. Só por essa via foram obtidos e entregues 21 certidãos.

Toda semana cerca de 10 a 15 casos são agendados para atendimento.

Foto e informações: Marciano Corrêa

27 Março 2015
Infraestrutura acaba com problema de alagamento no bairro Guarujá

 

 

Guaruja.jpg

Os moradores das ruas Rheno Rogério Vieira e Nossa Senhora da Saúde, no bairro Guarujá, aguçaram sua curiosidade na manhã de ontem (26), quando avistaram uma grande máquina escavadeira próximo às suas casas.

Começava então a resolutividade de um dos mais sérios problemas da região: a desobstrução de um córrego de aproximadamente um quilômetro de extensão, cortando as duas ruas e desembocando no rio Ponte Grande.

Foto: Sandro Scheuermann

27 Março 2015
Câmara vai retomar as CPIs para apurar o caso Semasa

 

 

Embora o presidente da Câmara, Adilson Appolinário entendesse que bastava apenas uma CPI para investigar as questões envolvendo a Semasa, preocupação essa gerada com a Operação Águas Limpas, os vereadores parecem dispostos a fazer funcionar as duas delas: a 140/2015, com foco na investigação da Gaeco, e que já tinha sido instalada e, também dar andamento a outra CPI (141/2015), mas abrangente que visa levantar tudo sobre a Semasa, desde sua instalação.

 

Com a instalação da Comissão Parlamentar Processante para análise do impeachment do prefeito Elizeu Mattos,  ambas não tiveram prosseguimento, apesar da primeira delas já ter dado início aos trabalhos.

 

 

A primeira já estava em andamento

 

Com a liminar que suspendeu os trabalhos da CPP, agora os vereadores da oposição conclamaram a retomada das CPIs. A de número 140 já estava com seus cinco membros definidos, mas o vereador Juliano Polese a deixou quanto optou por ser relator da CPP (a escolha dos membros foi por sorteio). O PP precisa indicar outro nome.

 

Juliano.jpg

 

Juliano tinha deixado a primeira CPI para integrar a CPP

 

Por definição dos líderes de partidos que tiveram uma reunião com o presidente da casa, na terça-feira dessa semana, a segunda CPI (Nº 141) também será oficializada, tão logo a oposição indique os dois nomes a que tem direito, conforme a representação da bancada.

 

Faltam dois nomes para

instalar a segunda

 

A primeira CPI, que já estava em andamento, tinha como presidente Luiz Marin e Juliano Polese como relator. Agora deverá ter Thiago de Oliveira. Marin previa que os trabalhos seriam muito rápidos, mas o prazo de 90 dias continua correndo e, para que atinja seus objetivos, terá de ser prorrogado.  A segunda CPI, que vai apurar a respeito da Semasa desde sua instalação, provavelmente será presidida pelo vereador Marião.

Última atualização em Sexta, 27 de Março de 2015 15:59
27 Março 2015
lei vai ajudar a implementar o turismo

 

Leiturismo.jpg

 

A lei complementar 452 foi sancionada pelo prefeito interino Toni Duarte, em seu gabinete.

O documento altera a alíquota de 5% para 2% para uma série de serviços relacionados à atividade turística

 


 “A ideia é tornar Lages mais competitiva, fortalecer o calendário e, principalmente, desenvolver o turismo para gerar o desenvolvimento econômico,” disse o prefeito interino, Toni Duarte.

 

O vereador Gerson dos Santos faz questão de deixar registrado que ...

O projeto encaminhado pelo Executivo teve origem através da moção legislativa 126/2014, proposta na Câmara em junho de 2014 por ele.

Última atualização em Sexta, 27 de Março de 2015 13:57
27 Março 2015
servidores aprovaram a proposta do executivo

 

Os servidores vinculados à prefeitura de Lages aprovaram a proposta de reajuste salarial da administração municipal.

A proposta, aprovada pela maioria, é de 6,23% de reajuste pago a partir de abril e 1,27% em novembro. O vale-alimentação, pago em diferentes categorias, sendo valores respectivos de R$ 100,00, R$ 170,00 e R$ 210,00, conforme os níveis salariais, terá reajuste de 10%.

Quanto à incorporação do abono de R$ 130,00, concedido em 2013, uma das principais reivindicações dos servidores, será a partir de janeiro de 2016.

 

27 Março 2015
Sancionado reajuste do salário mínimo regional

 

O governador Raimundo Colombo sancionou, ontem (26), a lei do piso regional para os trabalhadores catarinenses, com reajuste médio de 8,84% em relação aos salário mínimo vigente em 2014.

 

Os valores foram acordados entre os sindicatos dos trabalhadores e dos empregadores, com previsão de pagamento retroativo a 1º de janeiro de 2015.

De acordo com a lei sancionada,

o piso da primeira faixa salarial passou de R$ 835 para R$ 908;

o da segunda de R$ 867 para R$ 943;

da terceira de R$ 912 para R$ 994; e

da quarta de R$ 957 para R$ 1.042.

 

 

27 Março 2015
A Páscoa no Lages Garden Shopping

 

Pascoa2.jpg

 

As atividades são oferecidas ao público gratuitamente e integram a campanha “Páscoa divertida com o Lages Garden Shopping”, que vai até o dia 12 de abril.  Além disso, lojas especialidades oferecem um variado mix de produtos com preços bastante atrativos.

 

Pascoa1.jpg

Centenas de crianças já passaram pela oficina de cup cake.

Fotos e informações: Catarinas Comunicação

27 Março 2015
Prefeitura informará sobre o cancelamento do contrato com a Gaby

 

A administração municipal, através do procurador-geral do Município, Mauricio Batalha, e do coordenador da 27ª Festa Nacional do Pinhão, Gilson Maximo de Oliveira, vão falar à imprensa, hoje à tarde, a respeito do cancelamento do contrato com a Gaby Produções.

Darão o posicionamento oficial e os desdobramentos relativos à realização da Festa Nacional do Pinhão deste ano. 

27 Março 2015
Gaby Produções aceitou o cancelamento do contrato

 

 

A Gaby Produções aceitou cancelar o contrato legítimo que mantinha com a Prefeitura Municipal de Lages para a realização da Festa Nacional do Pinhão com validade até 2018. A iniciativa foi tomada com a finalidade de evitar que a Festa de 2015 deixasse de ser realizada.

Os empresários Guillermo Ody e Beto Ody observaram que na primeira edição do ano passado, a Gaby fez um investimento de mais de 4 milhões de reais de recursos próprios.

Devido a premência de tempo, grande parte dos expressivos investimentos se destinaram às contratações artísticas e de empresas experientes para auxiliar na formação do ‘casting’, segurança interna, estruturas e publicidade, conforme permitido pelo contrato, pagando valores de mercado e de forma legal para todos os contratados.

 

A Gaby afirma que, em seus 16 anos de atuação com eventos públicos e privados, jamais sofreu qualquer tipo de sanção ou reparo a sua atuação, tampouco favorecimento ilícito para realizar qualquer evento. 

 

 

Sobre a denúncia

 

Informações deram conta de que teria havido uma denúncia de lageanos afirmando que a Gaby era uma empresa “laranja” a serviço da GDO Produções e que a licitação vencida pela empresa gaúcha teria sido dirigida para esse fim.

Estes são fatos repudiados duplamente pela Gaby, que é uma empresa familiar com quase duas décadas de atuação no mercado, sendo responsável pelos maiores eventos musicais nacionais e internacionais do Rio Grande do Sul.  A sede da produtora fica na Rua Araribóia, número 38, sala 02, no bairro Rio Branco, em Novo Hamburgo.

 

Quais seriam as outras possibilidades?

 

Haveria a possibilidade de a Gaby buscar a cassação da liminar, mas disso resultaria uma insegurança jurídica. Desta forma, se colocariam em risco os novos investimentos eventualmente realizados, podendo, inclusive, gerar uma frustração muito grande da população.

 

Por que decidiu pelo cancelamento do contrato?

 

Por outro lado, a liminar obtida pelo Ministério Público gerou um impasse extremamente grave e que poderia resultar na inviabilização da realização da Festa, não só de 2015, mas também nos anos seguintes enquanto durasse o atual contrato.  Isso causaria prejuízos incalculáveis ao Município de Lages e, sobretudo, ao povo lageano que ama, quer e precisa da Festa Nacional do Pinhão.

 

A Gaby nega veementemente que tenha praticado qualquer ilegalidade na licitação realizada pela Prefeitura Municipal de Lages que resultou na outorga do direito de exploração e realização da Festa do Pinhão 2014.

 

Sensível aos interesses da população lageana e da necessidade para a economia da região, a Gaby concordou em rescindir consensualmente o contrato administrativo, objeto da controvérsia, possibilitando assim que a Prefeitura Municipal de Lages possa decidir pela realização e pelo futuro da Festa Nacional do Pinhão. Tal definição será acompanhada atentamente pela Gaby.

 

A empresa, por outro lado, irá usar da mesma dedicação e energia que dispensa para realização dos seus eventos na defesa de qualquer ação e de qualquer tipo de acusação que, eventualmente, tenha sido mal entendida ou mal interpretada, na forma prevista por lei.

 

A Gaby Produções deixa a Festa Nacional do Pinhão por livre iniciativa com a sensação de ter cumprido a sua parte mostrando para a cidade de Lages que é possível realizar um evento de qualidade, com segurança e economia. A empresa reforça a afirmativa de que a Festa Nacional do Pinhão é maior do que os lageanos imaginam. Diz, ainda que, lamentavelmente, a Gaby não teve a oportunidade de tornar o evento em Festa Internacional do Pinhão e, em cinco anos, a maior festa do Estado de Santa Catarina.

 
27 Março 2015
Colombo abre a 2ª Vindima

 

2Vindima1.jpg

 

Com presença de alguns dos maiores enólogos de Santa Catarina, empresários e autoridades foi aberta no final da tarde de hoje, em São Joaquim, a 2ª Vindima de Altitude. Período que se caracteriza entre a colheita das uvas e o inicio da produção de vinhos. Mesmo com chuva, centenas de pessoas compareceram à abertura do evento.

 

2Vindima2.jpg

A praça da Igreja Matriz passou por completa remodelação para recepcionar a abertura do evento e os visitantes que são esperados do Estado todo, nesses quatro dias da Vindima. A previsão de colheita 25% maior que o ano anterior, mereceu uma programação digna das maiores regiões produtora de vinhos do mundo.

 

2Vindima3.jpg

O presidente da Associação Catarinense de Vinhos Finos de Altitude (Acavitis), Acari Amorim destacou a importância da uva e do vinho na cadeia produtiva de negócios que inclui a hotelaria, gastronomia e o artesanato da região. E observou que os vinhos da Serra Catarinense já estão espalhados por todo Brasil.

 

A expansão da atividade na região

 

Os vinhedos da Serra Catarinense estão localizados entre 900 a 1400 metros de altitude, o que corresponde ao objetivo de exploração comercial de vinhos finos. Hoje são mais de 500 hectares de vinhedos com destaque para variedades como Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinot Noir, Cabernet Franc, Sangiovese, Sauvignon Blanc, Chardonnay, Tinta Roriz, Touriga Nacional, Trincadeira e Malbec. O prefeito de São Joaquim, Humberto Brighenti, enfatizou que só na microrregião de São Joaquim são mais de 250 hectares de vinícolas. “Isso representa mais de 50% da produção do Estado com ao menos um milhão de garrafas de produtos de subprodutos da uva”, afirmou o prefeito.

Fotos e informações
Oneris Lopes 

Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim