Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
15 Abril 2013
Empresários paulistas estiveram em São Joaquim

 

DSC_0161.jpg

Dois empresários do município de Ribeirão Preto vieram a São Joaquim para conhecer os vinhos produzidos na cidade mais fria do Brasil. O encontro, que acontece nesta quinta-feira, dia 11 de abril, foi organizado pela Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte e tem como objetivo apresentar os vinhos joaquinenses e fechar parcerias para a comercialização do produto.

 

DSC_0166.jpg

 

O objetivo da visita é apresentar os vinhos joaquinenses para que no mês de maio outros 50 empresários do ramo da gastronomia de Ribeirão Preto também venham conhecer os produtos.

“Esta é a parceria que deve acontecer entre o poder público e a iniciativa privada. Todos os produtores de vinho de São Joaquim foram chamados para o almoço e estamos muito contentes com a iniciativa da secretaria”, afirmou Leônidas Ferraz, proprietário da Vinícola Monte Agudo.

Fotos: Roseane Ribeiro Sobania

15 Abril 2013
São Joaquim florida

 

DSC_0147.jpg

 

A Secretaria da Agricultura de São Joaquim iniciou a renovação dos canteiros de flores nas praças e vias públicas do perímetro urbano da cidade. 

            Este plantio tem por objetivo manter a cidade florida no outono e inverno. Neste período teremos o aniversário do município e o Festival de Inverno. A ideia é manter a cidade mais bonita para os cidadãos joaquinenses e também para os visitantes.

15 Abril 2013
Manhã de domingo foi gelada em Urupema

 

Manha_de_domingo_em_Urupema__7_.JPG

 

 

Ontem, Urupema amanheceu assim.  Registropu a temperatura mínima no país na casa dos 2.4 ºC negativos por volta das 6 horas da manhã.

A primeira onda de frio deste outono provocou também geada transformando a paisagem, possibilitando as primeiras imagens de gelo na cidade. Os carros que ficaram expostos ao frio durante a madrugada também amanheceram com uma camada branca de gelo.

 

Manha_de_domingo_em_Urupema__8_.JPG

A previsão indica que as temperaturas ficarão baixas durante as próximas madrugadas e manhãs na Serra Catarinense.

As fotos são de Marília Oliveira

15 Abril 2013
Circula pela internet
15 Abril 2013
Estudantes se manifestam contra fechamento do hospital veterinário

 

 


Referência no Brasil pela variedade e qualidade dos seus serviços e profissionais, o único hospital veterinário público de Santa Catarina está prestes a paralisar os atendimentos. Localizada no Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV) da Udesc, em Lages, na Serra, a instituição está com o seu estoque de materiais de expediente praticamente vazio, e o pouco que sobra é o suficiente apenas até a próxima sexta-feira. 

Em funcionamento desde a fundação do CAV, há quatro décadas, o hospital veterinário funcionou até poucos anos atrás com recursos da Fundação Instituto de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fiepe), que recebia o dinheiro pago pelos clientes e respondia com investimentos. O objetivo do acordo, existente desde 1988, era diminuir a burocracia nas questões que envolvem o hospital, possibilitando compras e contratações sem licitação. 

No entanto, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) entendeu que todos os recursos gerados na instituição deveriam ser repassados ao governo do Estado que, por sua vez, precisaria fazer a sua manutenção. Assim, o vínculo com a Fiepe foi encerrado e os procedimentos passaram a ser pagos pelos clientes por meio de boletos bancários, com a verba entrando em uma conta do governo e voltando para a Udesc, mas não necessariamente para o hospital veterinário. A mesma situação, inclusive, proporcionou o fechamento da emergência há exatos cinco anos. 

Por esse motivo, diz o diretor geral do CAV, professor Cleimon Dias, em novembro era licitado o material a ser utilizado já no início do ano seguinte. Isso ocorreu normalmente até 2011, mas desde julho de 2012, segundo Cleimon, o governo do Estado vem repassando menos que o previsto para a instituição e, em novembro, quando a direção do CAV foi antecipar a licitação para 2013, o processo não foi possível porque não havia dinheiro. 

O custo do hospital veterinário com materiais como agulhas, anestésicos e medicamentos é de R$ 180 mil por ano. Para que os atendimentos não sejam encerrados nesta semana é necessário um investimento emergencial de R$ 51 mil, mas isso é impossível sem licitação. 

Na última segunda-feira, foi lançado o edital abrindo a concorrência para a aquisição de R$ 140 mil em produtos, o que, segundo o diretor geral do CAV, é suficiente para todo o restante do ano. As propostas devem ser abertas na próxima semana, e a expectativa é de que o material chegue em aproximadamente um mês. Até lá, o hospital deve ficar sem atender ninguém, comprometendo, inclusive, as aulas práticas dos 400 acadêmicos do curso de Veterinária. 

Serra Catarinense é centro de excelência em veterinária no Brasil

O hospital veterinário de Lages realiza cinco mil atendimentos por ano de animais de pequeno e grande porte vindos de todo o Estado, inclusive silvestres e de zoológicos. Do total, 30% são gratuitos — para animais abandonados ou de famílias carentes. 

A instituição é referência no Brasil por abranger todas as áreas de atendimento, com procedimentos como consultas, cirurgias eletivas e de fraturas, castrações, ecocardiograma, radiografia, ultrassom, anestesiologia, oftalmologia, dermatologia, fisioterapia, oncologia e acupuntura, além de profissionais altamente qualificados.
12 Abril 2013
Convenção nacional do PP

 

 

Aconteceu ontem,  em Brasília, a Convenção Nacional do Partido Progressista. O senador piauiense Ciro Nogueira foi eleito presidente do diretório nacional do partido. 

 

alt

Na esquerda, Gilson Santos, conselheiro do tribunal de contas, Eni Voltolini, ex-deputado federal, deputado Valmir Comin, deputado Joares Ponticelli, presidente Ciro Nogueira, Aldo Rosa, secretário geral do PP e deputado Silvio Dreveck.

12 Abril 2013
Capacitação para melhorar os projetos

 

 

 

Quase 50 pessoas participaram da capacitação do curso ministrado na Amures.

 

Capacita____o__3_.JPG

Foto: Oneris Lopes

Segundo o prefeito Edilson de Souza, a concepção de um projeto depende de inúmeros fatores e por isso, a Amures tem trabalhado com foco no planejamento para colaborar na execução de forma mais precisa possível dos futuros projetos. O prefeito citou o empenho que tiveram no Ministério da Educação para tentar regularizar pendências das creches.

 

Dentre os problemas que os prefeitos enfrentam está a falta de mobiliário, creches inacabadas por falta de recursos e até falta de acesso à creche.

 

“É o meu caso em Campo Belo do Sul. A creche simplesmente não tem acesso. Está isolada. Houve falha no projeto e quem vai arcar agora com este custo”, questionou destacando que este caso foi só mais um dos vários protocolados no Ministério da Educação.

12 Abril 2013
Incentivo à produção de leite

 

 

O oeste catarinense capitaneará o processo que transformará a região na maior bacia leiteira do País, de acordo com o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC), José Zeferino Pedrozo.

 

Santa Catarina é o quinto  produtor nacional, o Estado gera 2,2 bilhões de litros/ano. Praticamente, todos os 190.000 estabelecimentos agropecuários produzem leite, o que gera renda mensal às famílias rurais e contribui para o controle do êxodo rural.

 

O oeste catarinense responde por 73% da produção com cerca de 50.000 estabelecimentos rurais.

12 Abril 2013
13ª Sapecada da Serra: classificatória começa hoje

 

13___Sapecada_da_Serra___lassificat__ria_come__a_nesta_sexta_feira.jpg

Foto: Toninho Vieira

 

As primeiras 15 composições serão conhecidas hoje à noite.

As outras 15 sobem ao palco do teatro Marajoara amanhã, sábado (13).

A classificatória para a 13ª Sapecada da Serra Catarinense está marcada para as 20h dos dois dias em evento aberto ao público. Metade dessas 30 músicas será selecionada para se apresentar no parque de exposições Conta Dinheiro, no dia 24 de maio, durante a Festa Nacional do Pinhão.

 

 

Ordem de apresentação das músicas

 

Sexta-feira (12)

 

1 - GALPONEANDO AO CHUVISQUEIRO             

2 - RECADO                                                             

3 - ENSINAMENTOS                                              

4 - MORTE E CONSUMO                                      

5 - DUDA                                            

6 - RAINHA DA SERRA                                           

7 - AS DUAS FACES DA ESTRADA

8 - ERA TAL GATEADA GRANDE              

9 - O CORREDOR                                                   

10 - LIDA NA ESTÂNCIA                   

11 - SAUDADES AMONTOADAS                       

12- SOU DA COXILHA 

13 - SEM TI                                       

14 - MEU ZINO CAPINCHO                                 

15 - MENINA DA VARANDA                             

 

Sábado (13)

 

1- PALANQUEADO                                            

2 - NOS BAILES DO JOÃO GUANCHUMA               

3 - PROSA DE UM SERRANO                    

4 - PAÇOCA DE PINHÃO  

5 - SAUDADES DE ROSA                                 

6 - FLORZITA DO LAGOÃO             

7 - ÁGUAS                                         

8 - QUANDO MEU CANTO PASSAR         

9 - DOIS TROPEIROS                                    

10 - A ALMA DE UM GALPÃO                  

11- LAMENTOS DE UM TROPEIRO        

12- TROPILHA DO PINHEIRINHO

13 - NA ALMA DA TROPA                        

14 - DE ROMANCES E PULPERIAS         

15 - QUE O DESTINO AMARROU         

 

Última atualização em Sexta, 12 de Abril de 2013 16:40
12 Abril 2013
Os 80 anos da OAB/SC

 

 

Tullo_Cavallazzi_Filho_e_Marcos_Vieira.jpg

Uma série de homenagens marcou a Sessão Solene oferecida pela Assembleia Legislativa por ocasião dos 80 anos da OAB/SC. A sessão, proposta pelo deputado Marcos Vieira, promoveu também o lançamento do Selo personalizado alusivo à data, com imagens dos principais símbolos catarinenses.