Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

lages.png

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
26 Junho 2017
Jorginho e Marcius falaram nas candidaturas no encontro regional do PR

PR__3_.jpg

O PR realizou, no sábado, o seu Encontro Estadual, em Palmeira, com a presença de suas principais lideranças no estado e região.

Presentes o presidente estadual, o deputado federal Jorginho Melo, o deputado estadual Nilso Berlanda, o superintendente do Dnit em SC, Vicilar Preto, os prefeitos de Palmeira, Fernanda Córdova e de Anita Garibaldi, João Cidinei da Silva, os vice prefeitos de Painel, Antônio Flores e de Ponte Alta, Sandra Gonçalves, além de vereador da região. Em Lages o PR conta com o vereador Ivanildo Pereira.

O objetivo é começar a mobilizar o partido e expandir seus quadros de filiados já visando as eleições do ano que vem.

PR__4_.jpg

O PR tem candidato a candidato ao governo, o próprio presidente, Jorginho Melo e para deputado estadual pelo partido, na região, o ex-vereador e candidato a prefeito, Marcius Machado.

Jorginho fala em candidatura ao governo, mas na realidade, dizem, ele tem como alvo uma das vagas ao Senado dentro de uma ampla aliança com o PSD e parceiros.

 

Última atualização em Segunda, 26 de Junho de 2017 15:29
26 Junho 2017
Mais de 15 pessoas estiveram com os auditores do CGU na quinta-feira

CGU.jpg

 

Os dois auditores do CGU que estiveram na quinta-feira em Lages atenderam cerca de 15 pessoas que estiveram no Observatório Social para levar denúncias e fazer observações a respeito da aplicação de verba da União em Lages.

Eles não informaram o teor das informações mas garantiram que tudo o que ouviram irá ajudar muito na auditoria na prefeitura programada para o final de julho ou agosto. 

 

26 Junho 2017
Previsão de ventos fortes da mudança

 

 

Os ventos de final de julho podem trazer mudanças importantes no cenário político estadual.

Pode antecipar algumas decisões que só estavam previstas para o ano que vem.

Pelo menos é o que se apura nos bastidores do governo

26 Junho 2017
Menos de 30 pessoas participaram na audiência pública para discutir criminalidade

 

Click na foto para saber mais:

0133575_crop.jpg

Mas, convenhamos, quantas audiências já foram feitas para discutir o assunto? Assunto este  cujas soluções dependem de uma série de medidas que vão além das atribuições das autoridades locais.

Portanto, completamente inútil, a menos que tratem de questões pontuais e que dizem respeito às ações dos órgão de segurança locais.

Última atualização em Segunda, 26 de Junho de 2017 12:41
26 Junho 2017
Desavenças na cúpula do PMDB estadual

unnamed_3.jpg

Coluna:Moarcir Pereira 26/06/2017

A disputa dentro do PMDB está sendo exposta.

Mas, pelo que foi ventilado pela mídia de que Dário teria traído Luiz Henrique da Silveira, parece que o senador passou a ter algumas resistências dentro do partido.

26 Junho 2017
Secretária diz que seguem as diretrizes das leis trabalhistas
Nota
 
Com relação ao depoimento feito em seu blog, neste sábado dia 24, esclarecemos que no transporte da Escola Itinerante são sete motoristas efetivos e possuem toda a estrutura necessária para desempenharem suas funções com segurança e responsabilidade que este cargo público exige.
 
Um motorista e um veículo exclusivo são disponibilizados para buscá-los em suas casas, durante a madrugada, de segunda a sexta-feira. Este transporte é responsável por deixar todos os motoristas da Itinerante na Garagem da Prefeitura para que possam iniciar seus trabalhos.
 
Como não poderia ser diferente, estes importantes profissionais da Secretaria Municipal da Educação recebem horas extras em seus vencimentos por terem uma jornada de trabalho diferenciada. Estes motoristas fazem o transporte de alunos e professores em todos os núcleos da Escola Itinerante. Após o horário de início das aulas eles ficam disponíveis em seus veículos e nas determinadas localidades até o final do dia e das atividades escolares, para poderem retornar com os alunos e professores, e assim, se deslocarem até suas residências.
 
Com relação a não poderem ir com os ônibus para suas casas e pernoitarem com os mesmos, é uma determinação legal e jurídica com base nas diretrizes das Leis trabalhistas. Com esta medida buscamos evitar também possíveis situações de serviços particulares com os carros oficiais ou outros danos ao bem público que podem ocorrer, pois a responsabilidade destes veículos é da Administração Municipal.
 
Ressaltamos mais uma vez que o trabalho de transporte escolar é de suma importância para o desenvolvimento da Educação em nosso município. A determinação do prefeito Antonio Ceron é muito clara, onde diz que a nossa prioridade é o atendimento à criança e aos adolescentes, com totais condições de trabalho aos nossos profissionais da educação.
 
Com isso esclarecemos este fato e nos colocamos à disposição para qualquer dúvida.
 
Obrigada,
 
Valdirene Vieira
Secretária Municipal da Educação
25 Junho 2017
Motoristas da escola itinerante têm de levantar às 3 horas da manhã

 

Olá Olivete,

Resolvi escrever para você  porque acho o cúmulo o que vem acontecendo com os motoristas das linhas itinerantes da Secretaria da Educação e espero que, com seu blog, os motoristas conquistem o mínimo de amparo.

Os motoristas das linhas do interior sempre tiveram jornadas exaustivas. Saem por voltas das 05 da manhã e retornam para casa em torno das 20 horas em razão dos locais aonde vão todos os dias para garantir o acesso à educação a centenas de estudantes da área rural. Em razão dessa jornada, sempre lhes foi permitido, levar os ônibus para casa durante as horas de descanso nos dias úteis, levando os ônibus à garagem na sexta feira e os buscando aos domingos.

Estes motoristas, sempre cumpriram com zelo estas obrigações e sempre reservaram um tempo em seu descanso, em prol de facilitar ao máximo o acesso a educação.

Porém, após o episódio que você deve se recordar, em que um ônibus pegou fogo dentro da garagem, a secretária da educação Valdirene Vieira, veio com uma exigência no mínimo absurda:  os ônibus devem ficar todos os dias na garagem, após a jornada. Os motoristas argumentaram, mas a secretária em questão, simplesmente ignora o fato de que eles  merecem descanso (fora o fato de que é direito assegurado, o intervalo de 11 horas entre uma jornada e outra), e exigiu que os motoristas deixassem os ônibus na garagem e seguissem para suas residências da forma que lhe couberem, aguardando, no outro dia, alguém para busca-los.

Desenhando essa situação em fatos: um motorista do meu convívio, vem saindo de casa às 03 da manhã (horário que alguém vem busca-lo) e retorna para casa a pé, pois o horário de ônibus noturno é de hora em hora, chegando em torno de 21/22 horas (as linhas itinerantes não tem horário fixo, pois dependem das condições do trajeto).

Alguém que aguarde o ônibus, por exemplo, pode chegar até 22:45 em casa. Da para imaginar alguém chegando quase 23 horas e saindo 03 da manhã? Um banho e um jantar e se teria o que? 2 horas de sono? É desumano o descaso com que esta secretária os trata.

Já foram expostas essas situações à mesma. Os motoristas não estão pedindo nada além do que era rotineiro, do que é necessário para deixar mais confortável as poucas horas de descanso que tem. Como a solicitação foi em vão, intercedo para você e seu blog, para que todos saibam a grande injustiça que esta sendo cometido e para que as demais autoridades possam auxiliar nessa luta. 

 

Acho que o assunto merece ser discutido! 

Última atualização em Domingo, 25 de Junho de 2017 00:31
24 Junho 2017
Só 13 funcionários da Samt receberam R$ 650 mil de indenização

 

Pelo que consegui apurar é no mínimo estranho o que aconteceu no processo que acabou na venda do prédio da Samt para cobrir as dívidas trabalhistas.

 

Imóvel nem chegou a ir a leilão

O prédio acabou sendo vendido a um empresário de Lages que está hoje em Rio do Sul. Haviam três interessados, mas não foi feito sequer leilão. O terceiro que apareceu oferecendo R$ 100 mil a mais do que a primeira proposta de R$ 1,3 milhão levou, embora nas mesmas condições do primeiro: depositando R$ 600 mil em juízo e o restante abatido em quatro prestações.

 

Porque a Samt apresentou

empresa compradora?

Mas há que se considerar que ao oferecer o prédio em penhora, a Samt também apresentou uma empresa interessada na aquisição: a Invest Incorporadora que é uma das empresas que integram a holding da NDDigital. Por que fez isso? Está empresa havia procurado a Samt no início do ano porque pretendia implantar - e nos próximos dias já estará inaugurando - o Instituto Dorvalino Comandolli com o objetivo de atender a área da responsabilidade social. Levando em conta que a empresa hoje atua em mais de 20 países é grande a probabilidade de captação de recursos do exterior para aplicar na área. O objetivo deste instituto é justamente atuar na assistência ao idoso e para isso já está até adquirindo um hotel fazenda.

Procurou a Samt porque esta já tinha toda a certificação necessária, pois no ano passado implantou o Centro Dia do Idoso que acabou fechando com o fim do convênio com a prefeitura (Marco Regulatório).

A ideia era que a Samt continuasse atuando, mas com a parceria deste instituto, fornecendo as instalações e recursos para o Centro Dia e usando as instalações do prédio do centro para os demais projetos.

Mas, tão logo foi concluída a ação de indenização dos funcionários, apareceram dois outros compradores e foi rapidamente vendido sem que fosse levado a leilão.

 

Só 13 funcionários receberam

R$ 650 mil de indenização

 

Mas o pior é que o projeto foi por terra e a Samt ainda não conseguirá saldar sua dívida inicialmente prevista em R$ 1 milhão. Isso porque, a indenização de apenas 13 funcionários, que tinham uma média salarial de R$ 1.200,00, calculada em R$ 191 mil, acabou sendo aprovada pela Justiça do Trabalho no valor de R$ 690 mil. Como saltou de R$ 191 mil para R$ 650 mil é o milagre da multiplicação.

 

Existem pelo menos mais

46 ações trabalhistas

 

O valor depositado em juízo pela empresa que adquiriu o imóvel não cobre nem este valor. Que dirá toda a dívida. Somam-se aí os outros 46 processos trabalhistas que ainda estão tramitando e mais 26 outros, se os funcionários que ainda estão atuando na Samt decidirem entrar na justiça.

 

Prefeitura tenta agora anular doação

junto a Vara da Fazenda

 

O prefeito Antônio Ceron, já tinha alertado para o fato do prédio cair em mãos de particulares, a razão da tentativa de embargo.  Tanto que poucos dias após, a prefeitura protocolou outra ação, agora na Vara da Fazenda, para requerer a nulidade da doação do patrimônio da Samt na tentativa de reverter o processo. Agora lhe foi dado 15 dias para apresentar a documentação e argumentação, portanto não se sabe exatamente no que tudo isso resultará.

Mas, além de nebuloso há muita coisa que se deu ao longo do processo, que precisaria ser melhor explicado.

 

24 Junho 2017
É muito agasalho. Agora é torcer para fazer frio!

 

Segundo o jornalista Wagner Urbano 30 mil agasalhos estão subindo a Serra. Haja gente para agasalhar:

Screenshot_20170624_100526__1_.png

24 Junho 2017
Ex-prefeito Elizeu Mattos fala de sua conturbada gestão e a reviravolta em sua vida

Clik na foto para acompanhar a entrevista concedida ao Correio Lageano:

0133539_crop.jpg

 

Elizeu Mattos disse que se não fosse pelo que aconteceu – seu afastamento e prisão – poderia ter feito muito mais por Lages, mas seu projeto administrativo sofreu uma interrupção já no segundo ano de mandato.

Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim