Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

lages.png

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
Temos é de torcer para que o asfalto da Coxilha Rica aconteça

CoxilhaObra.jpg

 

CoxilhaObra2.jpg

 

CoxilhaObra5.jpg

Projeto de asfaltamento da Coxilha Rica atinge 27 quilômetros a partir da localidade de Vigia, da BR 116, até o trevo de São Jorge e Bodegão.

Nela estão incluídas duas pontes que já estão em construção.

CoxilhaObra1.jpg

 

CoxilhaObra4.jpg

Há quem questione esta obra como desperdício de dinheiro. Eu não entendo assim e torço para que o projeto seja concluído. Acho que o município só tem a ganhar com esta obra.

Contudo, tenho minhas dúvidas se realmente sairá. E, se não for acelerado o processo neste ano, não acredito que contará com o esforço e interesse do próximo governador.

Só mesmo este asfalto para mudar Coxilha Rica.

A Coxilha Rica é a maior área rural despovoada de SC, ocupando 42% do território de Lages.

Possui 1.135 km2, e pouco mais de 200 habitantes, ou seja, 5,6 habitantes por km2.

Nesse universo apenas 87 pessoas são proprietários de Fazendas Centenárias destinadas a produção de gado. Em face do clima frio da região o produtor rural consegue entregar uma cabeça de gado a cada quatro anos.

Diante destes dados, dizem alguns:

"sem paixão.....numa região inóspita que apresenta uma gama de desafios, justifica a construção de uma rodovia que liga nada a lugar nenhum, com o objetivo evidente  a beneficiar poucos".

Particularmente, acho que por estas mesmas razões temos de torcer pela obra para fazer da Coxilha Rica uma região mais produtiva.

Mesmo porque, esta realidade já está mudando. Se a pecuária não avançou, não podemos dizer o mesmo do setor agrícola. Tanto que cooperativas de fora de Lages já estão investingo na produção de grãos e até de pequenos frutos.

 

Comentários  

 
#1 Rui Spuldaro 21-04-2017 04:52
Prezada Olivete, A Coxilha Rica realmente é um lugar "INÓSPITO", resultado da falta de serviços públicos de infraestrutura nos últimos 50 anos e continuará sendo, sem o asfaltamento daquela estrada.A região representa 1/3 do território de Lages, possui um grande potencial para a geração de energia eólica, hidroelétrica, produção de grãos,frutos,vi nicultura, piscicultura, madeiras e carnes. Todas estas potencialidades estão impossibilitada s de serem melhor aproveitadas pela falta de acesso rodoviário adequado. O projeto para melhoria daquela estrada foi apresentado ao Governo do Estado por mais de 2.000 produtores e moradores que dependem da Coxilha Rica.A confirmação da realização da obra, já esta atraindo novos investimentos para a região, gerando novos empregos e divisas para o município aplicar em serviços públicos para a melhoria na qualidade de vida de toda a população Lageana "indistintament e".Portanto a obra é importantíssima para o desenvolvimento sócio econômico regional.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código