Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

lages.png

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
Claiton diz que gosta muito de trabalhar e consegue administrar todas as suas atividades sem prejuízo de nenhuma
Prezada Olivete Salmória,
 
Sempre batalhei para garantir meus estudos, e trabalho desde muito jovem, e realmente não é pouco. Trabalho dia após dia fazendo o que acredito ter competência visando contribuir para o desenvolvimento da nossa cidade e da Serra Catarinense, e agradeço para aquele que é realmente é onipresente, de me proporcionar as condições para realizar minhas atividades, e não tenho motivos para ter vergonha ou esconder isto.
 
Todas as atividades mencionadas em sua postagem são realizadas realmente, mas para esclarecer sua dúvida, não tenho problemas em esclarecer como faço tudo isso, pois minha vida profissional foi e continuará sendo construída com muito suor, estudo, dedicação e resultados. 
 
Sou funcionário da Prefeitura de Lages, no cargo de assistente de tecnologia da informação, atuei de 2008 a 2014, e estive em licença durante os anos de 2015 e 2016, buscando desenvolver outras habilidades e atividades. Em 2017 fui convidado para retornar com a função de Direção, para organizar uma nova estrutura dentro da Secretaria da Saúde, ligada à gestão de informação em saúde com tecnologia, vinculados a minhas áreas de formação (graduação em Sistemas de Informação, especialização em Engenharia de Software, Gestão de Saúde Pública, mestrado em Saúde e Ambiente). Em 2016 fui escolhido para dirigir o Órion Parque Tecnológico, e atuo na coordenação do curso de Sistemas de Informação da Uniplac desde 2014, onde sou professor desde 2009. 
 
Diariamente atuo na Secretaria da Saúde, iniciando às 07h00, a partir de meados da tarde fico dedicado ao Órion Parque Tecnológico, e apenas a partir das 20h30 estou na Uniplac. Estou sempre a disposição e buscando responder aos que me detém a confiança, e estes sabem que podem contar comigo quando e quanto precisar, pois não tenho limitações de horários literalmente, e nem de esforços. Trabalho muito sim, e vergonha teria se não trabalhasse realmente. Quem convive comigo sabe como administro tudo isso, com gestão e organização, e realmente não é fácil. Mas gostaria de salientar que grande parte disto é possível por causa das pessoas que trabalham comigo, pois não há necessidade de ser onipresente, quando se tem boas equipes, bons times, bem alinhados e dedicados, e acredito que esta foi uma habilidade que sempre busquei desenvolver, de poder contar com pessoas e profissionais capazes e competentes.
 
Mas confesso que não me limito apenas as atividades citadas, pois além de tudo que foi citado, uso o que ainda resta de tempo possível para trabalhar nos projetos sem fins lucrativos que estou envolvido, prestar consultorias e orientar empresas e empreendedores da região sobre inovação, tecnologia e gestão.
 
Realmente gosto muito de trabalhar, e espero que hoje em dia isso ainda não seja problema, desde que tudo realmente seja desenvolvido, e transparecido, mas se mesmo assim houver algum impedimento, nada irá me desmotivar a continuar trabalhando, desenvolvendo estas ou outras atividades, em um ou vários locais, pois o foco é buscar sempre resultados, para mim, para as pessoas que estão comigo, e também para nossa cidade e região.
 
Claiton Camargo de Souza
 
unnamed_42.jpg
 
Inclusive mandou foto para mostrar que, mesmo no sábado à tarde, estava trabalhando
Sábado, 08 de Julho de 2017 20:42
Escrito por: Olivete Salmória | Última atualização em Segunda, 10 de Julho de 2017 15:27

Comentários  

 
#3 Marcelo souza 09-07-2017 23:57
Acredito, que goste de trabalhar e muito por sinal, e isso ninguém questiona ou diz o contrario... o que realmente nos interessa saber como ele cumpre a carga horária no serviço publico... sendo que o mesmo deve prestar serviços (efetivo)com caga horária de quarenta horas semanais, sendo oito horas diária (com uma hora de intervalo para almoço)... Seria interessante, o vereador Jair Junior e demais deveriam solicitar, assim como fez com procurador, informações, quanto a folha ponto, o motivo da licença de dois anos,.. etc...Isso não ofende, e nem deve, pois quem assume uma função publica (seja por indicação ou concurso) tem o dever de prestar contas as contribuintes.. Alias ainda mais agora que a prefa vai funcionar oito horas por dia...
 
 
#2 Alessandro Rodrigues 09-07-2017 18:18
Conheco o Claiton desde 2006, na epoca ele já tinh dois empregos. Trabalhava na Uniplac e de noite no ginasio de esportes do Centro Educacional. Sempre muito organizado e competente. Todos os projetos que ele se dedica são de sucesso.
 
 
#1 José Carlos 09-07-2017 08:39
Em algum lugar esse cidadão não passa de mais um "fantasma remunerado" como tantos outros/as servidores/as públicas municipais pelo Brasil inteiro. É hora do Ministério Público entrar em cena, pois os Vereadores estão "anestesiados"!
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código