Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

lages.png

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
Prefeitura deve lançar edital ainda este mês para contratação de 1.350 funcionários a partir de janeiro

 

“Das 750 vagas do concurso realizado no ano passado 648 pessoas já foram chamadas, tomaram posse ou desistiram, faltando apenas 102 que passaram no concurso para serem chamados. Então houve uma movimentação muito grande neste primeiro semestre com a dispensa e a chamada dos concursados. Antes de completar um ano do concurso todos serão chamados (a lei prevê que o concurso vale por dois anos). Até final de setembro ou outubro todos os 750 serão chamados.” Quem explicou isso foi o secretário da Administração e Fazenda, Antônio Arruda, ao comunicador Jones Paulo Damasceno, na manhã desta sexta-feira.

 

Arruda__2_.jpg

No ano passado por um pedido do Ministério Público a Justiça proibiu a contratação direta de funcionários públicos na prefeitura de Lages. A contratação direta não existe mais no município.

Até 7 de março todos os contratados deveriam ser exonerados, isto é, 1.060 funcionários teriam de ser dispensados, mas houve um acordo flexibilizando as demissões e estão sendo demitidos em uma média de 150 demitidos por mês, o que vai terminar agora em agosto. 

Isso acontecendo, foi preciso fazer o processo seletivo simplificado para que a prefeitura possa continuar trabalhando até o final do ano. As secretarias da Saúde, Educação, Assistência Social, Meio Ambiente e Agricultura fizeram esse seletivo para a contratação de pessoal até o final de dezembro. Para concluir o ano sem prejuízo dos trabalhos.

“A prefeitura tem 4.950 servidores e se tirar mais de mil funcionários enfrenta dificuldade para desempenhar um bom trabalho do serviço público", explicou arruda.

Agora, ainda no mês de julho, será publicado edital de um novo processo seletivo (concurso), abrindo entre 1.300 a 1.350 vagas a partir de janeiro do ano que vem. Destas, entre 800 a 900 vagas são apenas para a área da educação. Isso porque há professores de 40 horas que estão hoje como diretor ou auxiliar de direção ou outro cargo interno ou ainda afastado por licença de gestação, provocando sempre uma rotatividade entre 900 a 950 professores ano.

O seletivo simplificado realizado agora foi para quatro secretarias, mas a nova seletiva que vai entrar agora em julho, valerá por dois anos e será para todos os setores da prefeitura com mais de 100 tipos de funções. 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código