Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

lages.png

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
Com redução de cargos a Câmara teria de reduzir, no mínimo, R$ 2 milhões das despesas

 Em uma projeção feita com base na contenção dos gastos até setembro, a Câmara de Vereadores chegará a uma economia de R$ 1,9 milhão até o final do ano, segundo informa a presidente Aidamar Hoffer (PSD).

Segundo consta no orçamento do município para o exercício de 2017, o repasse para a Câmara chegará a R$ 13 milhões e 395 mil.

unnamed_35.jpg

O repasse mensal que tem sido feito à Câmara é de 880 mil em média, conforme consta no Portal Transparência.

Até o final do ano deve atingir aos R$ 10,5 milhões ou mais do que isso uma vez que terá de pagar o 13º e todos os encargos, o que atingirá próximo a R$ 12 milhões. Portanto, dos R$ 13,3 milhões vai sobrar R$ 1,9 milhão, nas contas previstas com a economia feita.

unnamed_36.jpg

O orçamento da Câmara de 2016, foi de R$ 12,5 milhões, com 19 vereadores e o presidente da época, Thiago Oliveira, devolveu pouco mais de R$ 1 milhão no final do ano.

Dos R$ 1,9 milhão que a Câmara vai devolver este ano (agora com 16 vereadores), ainda restarão R$ R$ 1 milhão e 30 mil para repassar até dezembro.

Se considerar a redução de três vereadores e seus seis assessores a que tem direito e os 13 servidores dispensados por força do TAC com o Ministério Público, só aí, a Câmara teria de economizar, no mínimo, R$ 2 milhões este ano.

Isso considerando que o orçamento fosse o mesmo do ano passado, mais tem R$ 1 milhão a mais. Portanto, mesmo que a economia em 2017 fosse de R$ 3 milhões, ainda assim a despesa teria sido igual a de 2016.

Sexta, 20 de Outubro de 2017 12:28
Escrito por: Olivete Salmória | Última atualização em Terça, 24 de Outubro de 2017 13:43

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código