Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Com a renúncia Raimundo Colombo perdeu o foro privilegiado

 

O Jornal Nacional divulgou ontem (09) os governadores citados na Lava-Jato. Ex-governador Raimundo Colombo (PSD) está entre eles por uso de Caixa 2.

Sem título_4.jpg

 

  Com a perda do foro privilegiado, os casos podem ser enviados a juízos de primeira instância, entre as quais a 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, onde atua o juiz Sérgio Moro, responsável por grande parte das condenações na Lava Jato.

A legislação brasileira exige que prefeitos, governadores e presidente da República que queiram concorrer a cargos diferentes dos que ocupam renunciem até seis meses antes da eleição. Também devem deixar os postos candidatos que sejam servidores ou tenham cargos de confiança em órgãos públicos, como ministros e secretários.

O presidente, o vice-presidente, deputados federais, senadores e ministros só podem ser julgados pela última instância, o STF, e não por justiças inferiores enquanto estiverem nesses cargos.

Colombo foi denunciado pela Procuradoria Geral da República em março, acusado de receber R$ 2 milhões da Odebrecht via caixa dois na campanha de 2014, em troca de vantagens à empreiteira. A denúncia se baseia em delações de executivos da empresa.

 

O ex-governador também era investigado pelo crime de corrupção, mas a acusação foi arquivada. Ele nega ter recebido caixa dois na campanha.

Terça, 10 de Abril de 2018 14:18
Escrito por: Olivete Salmória | Última atualização em Terça, 10 de Abril de 2018 14:37

Comentários  

 
#1 João Machado 10-04-2018 19:32
Podem ficar tranquilos, são imunes ao Moro...
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código