Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Suplentes na espera por uma oportunidade para assumir

Recentemente foram divulgadas informações de que o vereador Amarildo Farias iria abrir espaço para o suplente do DEM, Sargento Sobrinho assumir por 60 dias a sua vaga na Câmara a partir de setembro. Mas, em reunião do PT, no sábado, ficou acertado que a licença será no período de 1º de setembro a 31 de outubro e quem assume será o primeiro suplente do PT, o atual presidente local da sigla e ex-secretário municipal de Agricultura, Moisés Savian.

unnamed_30.jpg

Como havia informado que daria oportunidade para o 1º e 2º suplentes para que assumissem na Câmara, Amarildo também dará dois meses do seu mandato ao 2º Suplente, Sargento Sobrinho do DEM, mas somente no primeiro semestre de 2019, quando Amarildo deverá ser submetido a uma cirurgia.

Os suplentes dos partidos que não estão no poder dependem unicamente da boa vontade dos titulares da cadeira para assumir temporariamente um espaço no legislativo. Comumente, o que vemos é a ajuda do executivo para chamar os eleitos e abrir espaço aos suplentes. Na legislação passada o vereador Muhsue Hampel foi chamado para o secretariado e em seu lugar assumiu o suplente do DEM, Rodrigo Silva.

Samuel.jpg

Nesta gestão também foi chamado um vereador para compor o secretariado, Samuel Ramos (PSD), dando espaço a Jean Pierre Ezequiel e, o segundo suplente, Ênio do Vime foi nomeado executivo da Habitação.

fil__cio.jpg

Na legislatura passada, o suplente Filício (então no PP) ficou esperando que a bancada lhe desse espaço. Também foi o caso de Pedro Figueredo (então no PTB) que ficou na dependência de do vereador Adilson Padeiro lhe ceder espaço ou não.

 

Pedro.jpg

Felício e Figueiredo mudaram de partido. Figueredo, agora no PSD, conseguiu se eleger, mas Filício foi para o MDB, mas não teve a sorte de Pedro, ficou como primeiro suplente e continua a espera que Vone, Thiago ou David lhe ceda espaço. Thiago chegou a prometer a Filício que o faria, mas está difícil que isto aconteça.

 

LucasCardoso.jpg

Há pelo menos cinco suplentes que nem alimentam esperança: seriam o caso de João Cardoso (PP), Susana Duarte (PPS), Marcelo Soares (PSC), Adilson Padeiro (PR) e Adilson Appolinário (PSDB). A menos que alguns destes titulares da cadeira que são pré-candidatos a deputado, consigam se eleger. Como seria o caso de Lucas Neves (PP), Amarildo Farias (PR), Thiago Oliveira (MDB) e Bruno Hartmann (PSDB).

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código