Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Procon foi verificar se os postos estão obedecendo as determinações de redução do preço do diesel

unnamed_5.jpg

O Procon de Lages verificou em todos os postos se estava sendo cumprida a portaria que determinou a colocação de cartazes indicando a redução do preço do litro do óleo diesel nas bombas nos postos, nos dias 8, 11 e 12 de junho.

Dos 37 postos, 32 comercializam óleo diesel e destes houve constatação de diminuição do preço em 31. Com a redução do preço do óleo, certificou-se que o valor do diesel S500 oscilou entre R$ 3,039 e R$ 3,809 e do S10 entre R$ 3,099 e R$ 3,909. Somente um único posto não comprovou a redução.

“A dica é que o consumidor sempre pesquise os preços e verifique onde está mais em conta para poder economizar”, recomenda Júlio Borba.

O Procon desenvolveu um trabalho de autuação em nove postos de combustíveis sem fixação do cartaz com indicação da redução de preço do óleo. Estas autuações irão gerar processos administrativos e os responsáveis pelos postos responderão aos processos junto ao Procon ou será firmado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Mesmo aqueles postos que não colocaram a placa efetivaram alguma redução no preço do óleo.

um.jpg

Além disto, uma autuação foi efetuada mediante denúncia de que, durante o período de paralisação dos caminhoneiros, um determinado posto em Lages aumentou o valor do combustível seguidamente. “Fomos verificar a situação e realmente aconteceu o problema. Houve três aumentos sem nenhuma aquisição de combustível novo que permitisse ou justificasse a elevação abusiva em pleno período de paralisação”, complementa o coordenador do Procon. 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código