Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
"Como votar consciente se não conhecemos o pensamento dos candidatos?", pergunta o eleitor

 Li a reportagem em seu blog a respeito do que pregam algumas entidades de respeito de nossa comunidade acerca do Voto Consciente.

            Mas aí fiquei me perguntando. Como fazer para realizar um voto consciente em nosso país?

Muito se pregou sobre reformular a “velha política” e o que se tem são os mesmo “políticos de carreira”.

Como saber em quem votar se não sei qual a intenção dos candidatos. No Brasil não se pode confiar na ideologia com base no partido político ao qual o candidato pertence. Tivemos, no passado recente, o exemplo de um partido que havia apoiado o “impeachment” contra todo os presidentes anteriores, mas quando foi do partidos deles, alegaram que era “golpe”. Neste mesmo processo de “impeachment”, alguns deputados e senadores votaram com o “partido” e outros de acordo com suas convicções pessoais.

            Com certeza, assim que acabar a intervenção no Rio de Janeiro, teremos uma nova discussão sobre a Reforma da Previdência. Como que vou votar “consciente” se não sei como meu representante se posiciona sobre este tema ou sobre outro temas polêmicos como aborto, reforma política, aumento do poder de fiscalização por parte do Ministério Publico e Tribunais de Contas, etc.

            A maioria da população só se preocupa com o cargo de presidente, achando que este conseguirá mudar “tudo o que está errado” sem o apoio de mais ninguém. Chegam a votar em um governador de um partido e no deputado estadual de outro partido, sem se preocupar se este terá o apoio necessário da assembléia para desenvolver seu plano de governo.

            Enfim, não sei como votar consciente e só sei que pouca coisa mudará após as eleições, independente de quem ganhar. Mas acredito que temos sim que ter representantes de nossa região, pois no atual sistema político brasileiro que se necessita sair com um “pires” na mão pedindo “esmola” para Brasília/DF, se não tivermos políticos de nossa região, estaremos fadados ao esquecimento e ao retrocesso econômico e social.

 

Att.

Fabrício Borba

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código