Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Jair poderá ir para o Patriotas

Na legislatura passada acompanhamos a atuação do vereador Marcius Machado que elegeu-se pelo PPS e acabou filiando-se ao PR o que lhe valeu a cassação do mandato quase no apagar das luzes da legislatura. Era criticado e chamado de louco por seus pares. Acabou se projetando politicamente e se não fosse uma terceira candidatura teria sido eleito prefeito de Lages.

Hoje se desenha a mesma história em relação ao vereador Jair Júnior. Eleito pelo PSD do prefeito Ceron, não se furta de exercer a função de vereador, fiscalizando o executivo, papel que deveria ser feito pela oposição. Na falta de atuação da oposição, Jair tem assumido este papel. Assim como Marcius, Jair também encontra resistência de seus pares que o chamam de “Menino Maluquinho” e até tentam ridicularizá-lo.

Tudo isso só servirá para lhe dar maior visibilidade. Tanto que se articula para seguir rumo à prefeitura, na sucessão de Ceron. Se não tiver de deixar o PSD para candidatar-se, ele oferece a possibilidade do partido se manter no poder. Mas o PSD já está fomentando uma outra candidatura. Do atual secretário da Assistência Social, Samuel Ramos. Não há espaço para os dois. Se Jair quiser concorrer terá de ser por outra sigla.

Algumas pessoas já estão se aliando a ele como o ex-presidente do PR, Helder Cléo Violandi, Layon Cordioli Schneider e o diretor do Colégio Industrial, Armando Duarte. Vão acompanha-lo e procuram um novo partido para abriga-los. Há conversar com o PDT e o Patriotas (que deverá se fundir com o PRP), e pelo que sei as negociações avançaram mais com este último.

 

grupoJair_1.jpg

Este grupo tem se encontrado semanalmente para trocar ideias, tomar posições e traçar estratégias. Uma das posições do grupo é de que só não vão avançar na proposta se a deputada federal Carmen Zanotto decidir disputar a eleição. Fora disso nada os demoverá do propósito.

Ao que nos chega, Carmen não deverá deixar o mandato pela metade para disputar a prefeitura. Mas, tudo é possível, na política. O grupo de Jair tem mais de um ano para preparar-se para o embate, mas já é visto como um forte concorrente ao cargo nesta onda de mudança que assola o país.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código