Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Por conta da criação dos núcleos do governo as associações de municípios viraram alvos dos partidos

O governador Carlos Moisés buscou como alternativa para substituir a função das ADRs um novo modelo de encaminhamento e acompanhamento das ações do governo nas regiões que não onerasse o estado e fizesse a ligação entre os municípios e o governo estadual.

O modelo de Núcleo de Gestão de Convênios existe desde 2016 dentro da Associação dos Municípios da Grande Florianópolis e foi criado após a extinção da antiga Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR). Agora, o formato será replicado para as demais regiões. E estará vinculado ao governo dentro da Casa Civil.

posse_governador_sc_2.jpg

“Acredito que é um momento muito importante para criar e fortalecer esse elo entre os prefeitos e a gestão estadual, a fim de atender os municípios da melhor forma possível”, argumentou o governador Moisés quando reuniu-se com os prefeitos para anunciar a criação dos núcleos dentro das 21 Associações de Municípios.

É cedo para avaliarmos as consequências desta medida, mas já podemos adiantar que está levando a política partidária para as associações. Antes mesmo de oficializado, as associações já foram invadidas por lideranças políticas. Em pelo menos sete das 21 associações já trocaram seus secretários executivos técnicos por políticos.

É o caso da Amures que foi buscar o ex-secretário de Finanças de Lages, o progressista Walter Manfrói. Mesmo que tenha oficializado seu afastamento do PP. Mera formalidade. Outros ex-prefeitos, ex-vereadores, etc... também estão vendo as associações como espaço interessante a partir deste modelo e assumiram as secretarias executivas. Senão vejamos:

ponto.jpgo secretário executivo da Amavi, Paulo Roberto Tschumi foi candidato a prefeito de Agronômica pelo PP;

ponto.jpgna Ammoc está Nilvo Dorini, candidato a prefeito de Capinzal (MDB); 

 

ponto.jpgna Amunesc assumiu Vanderson Soares candidato a vereador pelo PSB de Joinville; 

 

ponto.jpgna Amurc, Valdir Angelo Tagliari foi candidato a vereador pelo MDB de Curitibanos; 

 

ponto.jpgna Amarp, Odivar Clovis Biscaro do PSD foi prefeito de Salto Veloso; 

 

ponto.jpgna Amauc está Roberto Kurtz Pereira que foi vereador de Concórdia pelo PSDB. 

 

Joares_Ponticelli_segundo_turno.jpg

Não podemos esquecer que o prefeito que hoje preside a Fecam, o ex-deputado Joares Ponticelli (PP) é um exímio articulador político. Tanto que ele lembrou ser esta “uma oportunidade de cada município assumir um protagonismo mais forte”.

O governador Moisés vê nesta medida uma solução econômica e eficaz para a administração pública. Eu mesma acreditava ser uma solução e apontei esta saída em matéria aqui publicada. Contudo, não previa esta possiblidade de transformarem-se em alvos de manipulação político partidária, pela natureza transitória da gestão dos prefeitos. Estava errada!

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código